Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (88) 9.9749 4686

Encontre o que deseja

<
NO AR

Portal, TV e Rádio

    Várzea Alegre

Vereadora Dedê (PC do B) acusa BP Raio de agir com abuso de autoridade ao abordar trabalhadores no bairro Varjota

Publicada em 05/02/19 as 19:43h por Portal, TV e Rádio - 1287 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: Portal, TV e Rádio)
A vereadora do PC do B, Professora Dedê, denunciou nesta terça-feira (05) durante a Sessão da Câmara, um caso que ela considerou como abuso de autoridade por parte de policiais do BP Raio que atuam em Várzea Alegre na última sexta-feira (01). 

De acordo com a vereadora, alguns jovens - dois maiores de idade e um adolescente - que saíam do trabalho no bairro Varjota, foram abordados de forma grosseira pelos policiais. No mesmo dia, disse a vereadora, ela recebeu uma ligação de uma moradora denunciando o caso, muito nervosa. 

Dedê afirmou que não se pode julgar as pessoas pela cor da pele, referindo-se ao fato de um dos jovens ser negro. Ela ressaltou que a tia de um dos jovens tentou intervir na situação, mas foi rechaçada pelos policiais, que disseram estar realizando seu trabalho. 

A vereadora enfatizou que não é contra a vinda do BP Raio para o município, mas considera que o trabalho deve ser feito dentro de parâmetros de abordagem aceitáveis. 

Professora Dedê declarou que se visse um de seus filhos sendo agredido por policiais, certamente seria presa, porque teria como reação sair em defesa deles. 

A vereadora não declarou os nomes dos jovens envolvidos no caso porque eles pediram para não serem identificados por medo de algum tipo de represália. 






ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentários


Ramoniele

06/02/2019 - 06:35:55

E já teve outros casos que as pessoas preferem esconder por medo, não sou contra ao raio está em Várzea Alegre pelo contrário, mais eles deveriam fazer o trabalho deles com mais respeito pois eles não são Deus, não podem sair por aí desrespeitando a comunidade, o bairro onde mora a cor da pessoa a clarificação sócio econômica, não diz quem é a pessoa.Sou pobre moro na Varjota e sou negra será que tenho que me esconder agora? Claro que não pois eles devem respeito acima de qualquer cargo de trabalho...


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário

Nossos Parceiros

 
 
 

Nosso Whatsapp

 (88) 9.9749 4686

Visitas: 79598 |  Usuários Online: 50

Todos os Direitos Reservados | Várzea Alegre.Com - TV e Rádio Web | 2007/2019 - Todos os direitos reservados